VÍDEOS

Loading...

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Maranhão derrota Ceará e define semifinalistas




Maceió (AL) - O Maranhão conquistou uma boa vitória por 3 a 2 sobre o Ceará e se classificou para as semifinais da 2ª Divisão do Campeonato Brasileiro Masculino Correios de Seleções, categoria sub-17. Os maranhenses agora irão enfrentar o Rio de Janeiro em uma das semifinais do torneio. Na decisão inicial, Distrito Federal e Rio Grande do Norte lutam por vaga na final. Os jogos ocorrerão no ginásio Tenente Madalena, em Maceió (AL), a partir das 9h30 deste sábado (2/4).


Com o resultado os candangos alcançaram seis pontos ganhos e juntaram-se aos fluminenses como os dois selecionados qualificados para as semifinais, sendo que o Rio de Janeiro ainda tem mais uma partida a cumprir na chave, diante de Alagoas. Com três pontos ganhos, os capixabas dependiam de vitória para obterem a classificação.

Como precisavam da vitória para obter a classificação, os cearenses atacaram mais no primeiro tempo, criando boas oportunidades para abrirem o placar. Mas o selecionado do Maranhão esteve muito bem postado em sua defesa e impediu a maioria das chegadas da seleção do Ceará.

No segundo tempo o jogo não teve seu panorama modificado. O Ceará era todo ataque e se aproximava mais da meta adversária do que o contrário, já que o Maranhão buscava se defender e aproveitar alguma oportunidade de contra ataque que por ventura pudesse ocorrer.

Mas na base da raça a seleção cearense conseguiu a abertura do placar. Kim recebeu passe em profundidade pela direita de ataque e bateu cruzado, no ângulo da meta maranhense, marcando o primeiro gol do jogo. O problema é que na saída de bola Kim fez falta violenta e foi expulso da partida.

Mas quem acabou marcando o gol foi novamente o Ceará. Depois da interceptação de ataque por parte da defesa cearense, a bola foi lançada até João Pedro que bateu bem para ampliar a vantagem. O Maranhão ainda tinha mais de um minuto com um jogador a mais em quadra e se manteve atacando, até Vitor que mandou uma bomba no ângulo para empatar.

O Maranhão então partiu com tudo para o ataque e conseguiu empatar o confronto em chute rasteiro de Muñoz, aos 38 minutos de jogo. Com o goleiro-linha em quadra o Ceará buscou o terceiro gol, mas acabou sofrendo mais um tento, por cobertura, em chute de Muñoz, mais uma vez, encerrando a contagem.

Ezequias Pestana, técnico do Maranhão, disse que o time acertou quase tudo o que foi pedido por ele no jogo. “Estudamos o Ceará e buscamos neutralizar as ações ofensivas deles. O time hoje foi quase perfeito, na parte tática, e mereceu o resultado, que dedico especialmente para minha esposa, Lúcia, e aos meus filhos, Lucas e Felipe”, frisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário