VÍDEOS

Loading...

domingo, 22 de abril de 2012

Brasil perde na prorrogação e Paraguai garante vaga na final



Chutes de Rodrigo não funcionaram na partida
A Seleção do Paraguai garantiu vaga na decisão da Eliminatória Sul-Americana ao vencer o Brasil em um confronto disputadíssimo, que só foi decidido na prorrogação. O placar final do tempo normal ficou em 2 a 2, mas os paraguaios conseguiram marcar três vezes no tempo complementar e enfrentam a Argentina na grande final do campeonato. O resultado ficou em 5 a 3 para o Paraguai.

No primeiro tempo, o Brasil saiu na frente no marcador. Valdin rouba a bola na saída paraguaia, puxa o contra-ataque e rola para Jackson, livre, bater sem defesas para Espínola. A resposta da seleção comandada pelo brasileiro Fernando Ferretti vem aos 6, após boa jogada de Yiyi Ayala. Ele abre caminho pelo meio da defesa brasileira, chuta forte, no canto direito defendido por Franklin e deixa tudo igual na partida.

O duelo continuou bastante disputado. Enquanto o Brasil tomava a iniciativa da partida, o Paraguai esperava o momento certo para ajustar um contra-ataque ou uma jogada de bola parada. Foi justamente em um escanteio que a virada aconteceu. Aos 7, Fabio Arguello aproveita tiro de canto, desvia a bola e balança as redes em favor dos paraguaios.

Os brasileiros seguem na pressão. Jé, Falcão e Cabreúva até encontram espaços na defesa adversária, mas todos param na eficiência do goleiro Espínola. Aos 10, Jackson rola para Pixote, que chuta forte e vê a bola carimbar a trave direita.

O empate quase apareceu faltando 15 segundos para o término do primeiro período. Após boa troca de passes entre Sinoê e Cabreúva, o pivô brasileiro finaliza e Alfredo Balbuena salva em cima da linha.

A conversa nos vestiários deu novo ânimo aos brasileiros. Ciço pega de primeira uma cobrança de escanteio e a bola passa tirando tinta da trave. Falcão teve o mesmo azar no lance seguinte. Depois de grande jogada de Cabraúva pela esquerda, o camisa 12 do Brasil recebeu o passe e finalizou no travessão. O próprio Falcão aproveitou o rebote, mas, pressionado pelos marcadores, chutou por cima do gol.

A pressão resultou no empate aos 2. Jé recebe na entrada da área e dá passe milimétrico para Ciço, que estufa as redes do Paraguai para delírio da torcida presente no Ginásio Perinão.

Os paraguaios seguram o nervosismo e tentam voltar à frente do marcador, mas Franklin estava em tarde inspirada. O goleiro do Brasil fez uma defesa espetacular após cobrança de falta de Rotella, aos 5.

O ritmo em quadra continua intenso e Falcão segue dando trabalho para os defensores paraguaios. Ele quase marca um golaço aos 10, quando uma bola finalizada na defesa do Paraguai fica no alto, e o camisa 12 emenda uma bicicleta, mas vê a finalização ir direto pela linha de fundo.

A trave dos paraguaios volta a balançar em um chute cruzado de Jackson, que passa pelo goleiro Espínola e explode no poste direito. O lance aconteceu faltando 3 minutos para o encerramento do tempo regulamentar e fechou as emoções para o início da prorrogação.

Emoções continuam

A equipe de Marcos Sorato volta para o complemento da partida decisiva com a mesma pegada. Falcão quase deixa o Brasil em vantagem após um chute acrobático aos 2, e ainda acerta o travessão no minuto seguinte.

Em uma das poucas investidas ao ataque, Oscarcito aparece livre pelo lado direito e toca por entre as pernas de Franklin deixando o Paraguai na frente faltando apenas alguns segundos para o término dos primeiros cinco minutos da prorrogação.

Outra vez atrás no placar, o Brasil aposta no goleiro-linha para deixar tudo igual. Falcão assume a meta e a pressão fica intensa, com o Paraguai armando uma verdadeira barreira defensiva que resistiu às investidas. Ainda sobrou tempo para o Paraguai aproveitar dois vacilos da defesa brasileira e selar a vitória, garantindo a equipe treinada por Ferreti na final da Eliminatória. Jé ainda marcou para o Brasil, mas era tarde para qualquer reação.

O Brasil agora encara a Colômbia na disputa pelo terceiro lugar da Eliminatória, às 9h deste domingo (22), no Ginásio Perinão, em Gramado (RS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário