VÍDEOS

Loading...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

De virada, Sport conquista Divisão Especial

Pernambucanos comemoram bicampeonato da Taça Brasil




Anápolis (GO) - O Sport (PE) é campeão da 4ª Taça Brasil de Clubes sub-17
Masculina – Divisão Especial. Os rubro-negros estiveram três vezes em desvantagem
no placar, mas, a pouco mais de um minuto para o fim, marcaram um gol e derrotaram
o Fluminense (RJ) por 4 a 3, no ginásio Newton de Faria, em Anápolis (GO).

Foi a segunda vez que o Sport conquistou o título da competição. Em 2006, em
Dourados (MS), os rubro-negros derrotaram o Minas Tênis (MG) e ficaram com o título.
Além disso, o título do Leão da Ilha do Retiro mantém a hegemonia de Pernambuco na
categoria. Nas quatro edições do torneio, os pernambucanos foram campeões.

O título veio depois de uma boa exibição da equipe, segundo o técnico André Moreira
Marques. “Nosso time vinha numa crescente e o título teve que vir com a nossa melhor
exibição. O time entrou acanhado até pela grandeza do adversário, mas cresceu no jogo e
conquistou a vitória”, afirmou. 

Autor de três gols na partida, o ala Pequeno relembrou o lance decisivo da partida.
“Eu fiquei ali na marcação durante todo o jogo e sabia que uma hora ele podia falhar.
Foi o que aconteceu e eu fui feliz em marcar o gol que nos deu esse título”, afirmou.


O jogo

O Sport começou a partida com mais posse de bola, mas o Fluminense era mais efetivo
nos ataques e, aos 58 segundos, o ala Gabriel acertou chute no ângulo e abriu o placar.
Depois, aos 2min36, o ala Luan apareceu na área para completar cruzamento e ampliar
a vantagem para o time carioca.

Em desvantagem, o Sport teve que se abrir mais para buscar o empate, enquanto o Tricolor
procurava a velocidade dos contra-ataques para aumentar a vantagem. Os dois times
tiveram boas chances de marcar, mas finalizavam mal. Porém, de tanto insistir, os
pernambucanos diminuíram ao 16min37, quando o pivô Gê recebeu passe, girou e chutou
forte para vencer o goleiro Ryan.

O segundo tempo começou com o empate do Sport. Aos 20min23, o ala Pequeno recebeu
passe e chutou com força para igualar o marcador em 2 a 2. Depois de sofrer pressão do
time rubro-negro, o Fluminense voltou a atacar e, aos 27min35, o ala Rafael fez jogada
pela direita e tocou para o pivô Bitoca, que entrou livre na área e só empurrou a bola
para o gol e anotou o terceiro dos cariocas.

Sem alternativa, o Sport se lançou ao ataque e passou a sofrer perigo nas descidas
rápidas do Fluminense, que teve chances de ampliar, mas parou nas defesas do goleiro
Caíque. Por outro lado, o Sport insistiu até empatar a partida aos 35min com Pequeno, que
girou na frente da área e chutou colocado para igualar o marcador novamente. 

Mesmo perto da prorrogação, os dois times não se acomodaram e foram ao ataque.
Aos 38min33, o Fluminense saia do campo de defesa quando o goleiro Ryan errou o
passe e a bola parou nos pés de Pequeno. Ele carregou a bola e chutou com precisão para
marcar o gol da vitória pernambucana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário