VÍDEOS

Loading...

domingo, 22 de maio de 2011

CEPE (RS) fatura título nacional nos pênaltis



Aracaju (SE) - O CEPE (RS) é o campeão da 5ª Taça Brasil Correios de futsal, categoria sub 17 masculina – Primeira Divisão. Na final, disputada na manhã deste domingo (22/5), os gaúchos bateram o Educar (SE) nos pênaltis (4 a 2) e comemoraram o título no ginásio Constâncio Vieira.

A campanha do CEPE, que é comandado pelo competente técnico Luis Fernando, merece ser ressaltada. Em seis partidas, a agremiação de Canoas conquistou seis vitórias. Além do título invicto, a equipe (a mais disciplinada da quinta edição) teve o artilheiro do campeonato, Luis Felipe com 13 gols.

Assim como o CEPE levou o Rio Grande do Sul a Divisão Especial do ano seguinte, o vice-campeão Educar também colocou o Sergipe na elite da categoria. Distrito Federal e Rio Grande do Norte foram rebaixados. Já o Colégio Santo Expedito, do Maranhão, ficou na terceira colocação geral.

O jogo do título
A final começou estudada, com poucas chances de gols para ambos os lados. Ansiosos, os jovens atletas erravam muitos passes e cediam contra-ataques uns aos outros. Com calma, o CEPE chegou ao primeiro gol com Lucas, que finalizou com precisão para abrir o marcador na capital sergipana.

Empurrado pela torcida local, o Educar não demorou a chegar ao empate – gol de bico do capitão Fellipi. A virada veio antes do intervalo. Luruka, de cabeça, assinalou o segundo tento sergipano.

Em busca ao menos do empate para forçar a prorrogação, o time gaúcho foi para o tudo ou nada no segundo período. Do outro lado, com a marcação encaixada, o Educar buscava o terceiro gol para confirmar de vez a vitória.

Restando seis minutos para o encerramento do tempo regulamentar, o CEPE, com Lucas na função de goleiro linha, chegou ao empate. Livre na ala esquerda, o artilheiro Luis Felipe chutou sem ângulo para anotar o segundo tento gaúcho, o 13º dele no campeonato.

Prorrogação e pênaltis
Sem se arriscarem muito, sergipanos e gaúchos, já desgastados também, chegaram pouco ao ataque no tempo extra. No segundo tempo do mesmo, o CEPE ainda carimbou a trave adversária e, Luruka, debaixo do gol, perdeu a chance de dar o título ao Educar – 2 a 2, placar final.

Nas penalidades máximas, o CEPE levou a melhor e levantou a taça de campeão. Enquanto Bruno e Luruka erraram para o Educar, o capitão Marquinhos converteu o último pênalti gaúcho e garantiu o título nacional.

“Nosso time não atuou bem hoje, os meninos estavam muito ansiosos e isso acabou nos prejudicando. Não posso deixar de ressaltar toda estrutura que o clube nos ofereceu para que chegássemos a esse tão sonhado título. Faço questão também de dedicar esse feito ao resto do elenco que ficou lá no sul. Estão todos de parabéns”, disse Luis Fernando, treinador campeão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário